segunda-feira, 10 de julho de 2017

Igreja Universal do Reino de Deus em Socorro/SP (Help City)



Rua João Leonardelli, 265 - Centro - Socorro/SP
Próximo ao Posto Cowboy
Vizinho da CPFL

Igreja Universal do Reino de Deus

Marco Zero de Socorro - Bandeira de Socorro - Hino de Socorro - Igreja Universal em Socorro/SP


Iniciou-se no século XVI e vai até 1738 , quando teve início a colonização por Simão de Toledo Pizza. Nessa época, os índios que habitavam as bacias dos rios do Peixe e Camanducaia , repelidos pelos bandeirantes, afastaram-se para regiões longínquas.

A História da Cidade é dividida em 07 períodos. Conferir em: http://www.socorro.sp.gov.br/historia

O Marco Zero fica na Praça 09 de Julho - Praça do Fórum.


..........................................................................................................


Bandeira da Cidade de Socorro

video

HINO
Letra: Aluísio Douglas Ferrari
Música: Pedro Ferragutti
I
Berço gigante de bravos,
de glórias mil
de tradições imortais
Ninho de fé e ternura,
de doce paz,
de encantamento e prazer!
Oh! Minha Estância de sonhos,
onde o amor ergueu seu templo e ficou!
Entalhando aos pés da Mantiqueira,
tua gente obreira, com carinho a edificou!
II
Sentir ao respirar, tão salutar, da brisa
o seu frescor!
Ver, teus morros quase azuis, teu céu
com tanta luz
dos campos seu verdor!
Nas fontes e nas cascatas, as cristalinas
águas a correr,
É rezar e comungar co’a Natureza
em seu viver!
III
Socorro, enfim, é festa e sol, trabalho,
encanto e luz,
da alvorada ao arrebol!
Suaves noites, gentil luar
Um clarão de esperança e de fé
Sempre e sempre a brilhar!



Igreja Universal do Reino de Deus
Cidade de Socorro em São Paulo
Socorro/SP

segunda-feira, 25 de maio de 2015

MARCO ZERO DE SALTO



A Praça Antonio Viera Tavares é o marco zero da cidade de Salto. Antes de 1911, a área da Praça atual era conhecida como Pátio da Capela, ou Pátio da Igreja. Dessa data em diante passou a se chamar Praça XV de Novembro. Apenas no ano de 1934 ela receberia o nome do fundador da cidade. Nesse momento, a praça também abrangia o entorno da Igreja Matriz, que só em 1955 receberia nome diferenciado, passando a se chamar Praça da Bandeira.



Esse espaço corresponde ao núcleo inicial da ocupação de Salto no final do século XVII. O capitão Tavares e sua mulher Maria Leite o teriam escolhido para a instalação da capela primitiva muito provavelmente pela vista da cachoeira no rio Tietê. No final do século XIX, vê-se o surgimento da cidade operária. A atividade fabril prospera. A partir de 1919 tem início o domínio da indústria Brasital, que marcará a paisagem não apenas por suas construções, mas também pela presença de seus trabalhadores.


Embora fosse região de circulação intensa, até o início da década de 1940 essa área era um simples descampado. Nessa época ela recebeu o primeiro tratamento paisagístico, obra inaugurada em 1942.


Salto é um município brasileiro do estado de São Paulo. Localiza-se a uma latitude 23º12'03" Sul e a uma longitude 47º17'13" Oeste, estando a uma altitude de 555 metros. O município é cortado pelo rio Tietê. Sua população estimada em 1 de julho de 2009 era de 113.000 habitantes. E sua densidade demográfica em 2004 era de aproximadamente 771 hab/km².


É uma estância turística do interior do estado de São Paulo, localizada na Região Metropolitana de Sorocaba, na Mesorregião Macro Metropolitana Paulista e na Microrregião de Sorocaba, entre as cidades de Itu e Indaiatuba. Deve seu nome ao Salto do Tietê, uma cachoeira do Tietê localizada à altura da Praça Archimedes Lammoglia.



Salto é um dos 29 municípios paulistas considerados estâncias turísticas pelo Estado de São Paulo, por cumprirem determinados pré-requisitos definidos por Lei Estadual. Tal status garante a esses municípios uma verba maior por parte do Estado para a promoção do turismo regional. Também, o município adquire o direito de agregar junto a seu nome o título de Estância Turística, termo pelo qual passa a ser designado tanto pelo expediente municipal oficial quanto pelas referências estaduais.

Apesar de só ter se desmembrado da cidade de Itu no século XIX, o marco da fundação de Salto é considerado a inauguração da capela do sítio Cachoeira, em 16 de junho de 1698. O proprietário do sítio era o Capitão Antônio Vieira Tavares, um ex-bandeirante (sobrinho do famoso bandeirante Raposo Tavares), que adquiriu as terras na margem direita do rio Tietê, até então habitadas pelos índios guaianases. No local onde se encontrava a capela original foi erguida a atual Igreja Matriz Nossa Senhora do Monte Serrat, construída entre 1928 e 1936.
Durante o século XVIII a área de Salto não era mais do que um agrupamento de sítios. Passou a ser mais relevante a partir do século XIX com a implantação da cultura cafeeira. A cidade de Itu se tornou um importante centro produtor e um núcleo de concentração de renda. Os barões do café começavam a se tornar uma força política à parte do Império. A área de Salto foi visitada pelo Imperador Dom Pedro II por duas vezes, em 1846 e 1875. O Conde D'Eu visitou a cidade em 1874.
A real urbanização de Salto só começou em 1856 quando, após a realização do primeiro levantamentotopográfico, estipulou-se um plano de arruamento. Ao fim do arruamento, em 1857, Salto contava com não mais que sete estabelecimentos comerciais e uma única indústria (uma fábrica de velas).

Durante a década de 1870 Salto se torna um pequeno polo tecelão, com a instalação de várias indústrias têxteis, o que originou o apelido da cidade na época: "Pequena Manchester Paulista". A década também marcou a implantação da antiga estrada de ferro (1873), que cortava o atual bairro Estação.
Em 1889 Salto é emancipada. A elite cafeeira ituana estava forte como nunca e teve um papel central na derrocada do Império e implantação do regime republicano.
Na época, devido ao sistema de hierarquia que ainda se usava, Salto teve que ser primeiro considerada uma freguesia. Após o desmembramento foi considerada um município, mas não uma cidade. Só alcançou essa categoria em 1907.
A despeito da emancipação, Salto só deixou de se chamar "Salto de Itu" em 29 de dezembro de 1917 quando uma lei estadual mudou oficialmente seu nome para Salto.
No começo do século XX houve o primeiro grande movimento migratório em direção à cidade, constituído de colonos italianos que vieram trabalhar na colheita do café. A imigração italiana foi massiva durante os anos que se seguiram e as famílias de colonos formavam a maior parte da população, deixando marcas na cultura de Salto até os dias atuais.
Durante a década de 1940, soldados saltenses foram enviados à Segunda Guerra Mundial. Mais tarde houve uma polêmica se deveria-se ou não dar a alguma rua o nome de algum dos soldados, mas a maioria dos pracinhas não podia ser homenageada de tal forma por ainda estar viva. Optou-se por batizar-se uma via como "rua dos Expedicionários Saltenses". Alguns ítalo-saltenses entretanto se filiaram ao Círculo Fascista de Itu que apoiava, ainda que apenas verbalmente, Benito Mussolini.
Na década de 1950 indústrias de grande porte se instalam na cidade, e desde a década de 1970 Salto passa a receber intenso fluxo migratório de outros estados - em especial das regiões Nordeste e Sul, com destaque para o estado do Paraná.

MARCO ZERO DE LIMEIRA

A imagem é do chamado marco zero de Limeira. É a partir dali que são definidas as distâncias. A pedra, colocada há décadas na Praça Luciano Esteves, no centro, é desconhecida de muitos limeirenses.





Nela, estão marcados os pontos cardeais e as coordenadas geográficas do município, como latitude, longitude e altitude em relação ao nível do mar.










De acordo com a lei 452/56, a fundação da cidade se deu em 1824 – e não em 1826, como reza a tradição. Uma comissão foi montada em 2005 para discutir a questão, mas não se chegou a nenhum consenso. Até agora, a divergência permanece.
JÁ ERA!

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2015

Música: Além do Átrio




Leva-me além do Átrio
Dentro do Santo Lugar
Além do Altar de Bronze
Senhor venho Te encontrar
..........................................................................................
Passa-me pela multidão
Os sacerdotes que Te louvam
Pois tenho sede de justiça
Só aqui posso encontrar
.........................................................................................
LEVA-ME AO SANTO DOS SANTOS
LAVA-ME COM O SANGUE DO CORDEIRO
LEVA-ME AO SANTO DOS SANTOS
COMO BRASA, TOQUE OS MEUS LÁBIOS, EIS-ME-AQUI
..........................................................................................
Dentro do Seu Santo Templo
Além da luz dourada
E através do Altar de Incenso
Eu verei a Sua Luz
Tenho sede de te conhecer
Para sempre Te adorar
e toda minha vida
venho Te ofertar
.............................................................................................
LEVA-ME AO SANTO DOS SANTOS
LAVA-ME COM O SANGUE DO CORDEIRO
LEVA-ME AO SANTO DOS SANTOS

COMO BRASA, TOQUE OS MEUS LÁBIOS, EIS-ME-AQUI

Qual é o seu Perfil? (Bispo Jadson)

video

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Por que a Macumba pega? (Sexta-feira 13)


O diabo ganhou força nesta madrugada com aos trabalhos de sexta-feira 13, os seus servos aguardam com ansiedade esta madrugada, reforçam os antigos e fazem novos trabalhos e por que funciona? Porque o diabo obriga as pessoas a servirem ele como as pessoas no passado serviam à Deus. Você sabia que a maioria dos rituais que o diabo recebe hoje, foram pré-escritos e ordenados por Deus no passado? Por exemplo: Imagine um pessoa pegando um vaso de barro e duas aves (pode ser galinha) e tecido vermelho e plantas e levar estes em um rio (águas correntes). Você imagina uma macumba, mas Deus mandou fazer isto no passado (Então o sacerdote ordenará que por aquele que se houver de purificar se tomem duas aves vivas e limpas, e pau de cedro, e carmesim, e hissopo.
Mandará também o sacerdote que se degole uma ave num vaso de barro sobre águas vivas,
E tomará a ave viva, e o pau de cedro, e o carmesim, e o hissopo, e os molhará, com a ave viva, no sangue da ave que foi degolada sobre as águas correntes.
E sobre aquele que há de purificar-se da lepra espargirá sete vezes; então o declarará por limpo, e soltará a ave viva sobre a face do campo.
E aquele que tem de purificar-se lavará as suas vestes, e rapará todo o seu pêlo, e se lavará com água; assim será limpo; e depois entrará no arraial, porém, ficará fora da sua tenda por sete dias;
E será que ao sétimo dia rapará todo o seu pêlo, a sua cabeça, e a sua barba, e as sobrancelhas; sim, rapará todo o pêlo, e lavará as suas vestes, e lavará a sua carne com água, e será limpo,
¶ E ao oitavo dia tomará dois cordeiros sem defeito, e uma cordeira sem defeito, de um ano, e três dízimas de flor de farinha para oferta de alimentos, amassada com azeite, e um logue de azeite;
E o sacerdote que faz a purificação apresentará o homem que houver de purificar-se, com aquelas coisas, perante o Senhor, à porta da tenda da congregação. Levítico 14:4-11). Por isso funciona, as pessoas estão usando a fé no diabo, crendo que o que desejam vai acontecer. Você pode orar a um Deus vivo agora (Sr. Jesus)e Ele vai quebrar todas as maldições. Já era!

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

COBRA QUE NÃO RASTEJA, NÃO ENGOLE SAPO!


Todo lugar que pisar a planta do vosso pévo-lo tenho dado” (Js 1:3).
SABE QUEM DISSE ISTO? FOI O PRÓPIO DEUS. O QUE SIGNIFICA? SIGNIFICAVA QUE SE ELE FICASSE PARADO NÃO IRIA CONQUISTAR NADA, NÃO IRIA ACONTECER NADA, FICARIA PENSANDO EM COMO DEUS É GRANDE E POR QUE NÃO SE MANIFESTAVA EM SEU FAVOR. DEUS APARECEU PARA JOSUÉ E FALOU COM ELE, QUANDO DEUS FALA ELE SEMPRE ANIMA, LEVANTA, FORTALECE, DEUS NÃO DÁ PALAVRAS DE DERROTA, PALAVRAS DE MORTE OU QUE DESANIME A PESSOA. MOISÉS, SEU LÍDER ESPIRITUAL HAVIA MORRIDO, E ELE ESTAVA UM TANTO DESOLADO, DESACREDITADO, MAS DEUS DISSE: Ninguém poderá te resistir todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo: não te deixarei nem te desampararei. Sê forte e corajoso, ... QUER DIZER, EU ESTOU CONTIGO, SOU CONTIGO, MAS IMAGINE SE ELE FICASSE PARADO.
DEUS É CONOSCO, TODO LUGAR QUE PISAR A PLANTA DO NOSSO PÉ, DEUS NOS HONRARÁ, NINGUÉM PODERÁ NOS RESISTIR TODOS OS DIAS DA NOSSA VIDA, NO ENTANTO... SEJAMOS FORTES E CORAJOSOS, DISPENSEMOS A ACOMODAÇÃO. VALEU E DEUS ABENÇOE!

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

A ORAÇÃO DO IMPOSSÍVEL!


E havia em Jope uma discípula chamada Tabita, que traduzido se diz Dorcas. Esta estava cheia de boas obras e esmolas que fazia.
E aconteceu naqueles dias que, enfermando ela, morreu; e, tendo-a lavado, a depositaram num quarto alto.
E, como Lida era perto de Jope, ouvindo os discípulos que Pedro estava ali, lhe mandaram dois homens, rogando-lhe que não se demorasse em vir ter com eles.
E, levantando-se Pedro, foi com eles; e quando chegou o levaram ao quarto alto, e todas as viúvas o rodearam, chorando e mostrando as túnicas e roupas que Dorcas fizera quando estava com elas.
Mas Pedro, fazendo sair a todos, pôs-se de joelhos e orou: e, voltando-se para o corpo, disse: Tabita, levanta-te. E ela abriu os olhos, e, vendo a Pedro, assentou-se.
E ele, dando-lhe a mão, a levantou e, chamando os santos e as viúvas, apresentou-lha viva.
E foi isto notório por toda a Jope, e muitos creram no Senhor. Atos 9:36-42

Qual é a oração do impossível? Neste texto bíblico acima está a oração do impossível.
A oração do Impossível, é aquela que a pessoa faz, pedindo a Deus algo que ninguém mais acredita. Ninguém acreditava que Dorcas voltaria a vida, isso era e é impossível, uma pessoa morta voltar a viver. Mas Pedro dobrou os joelhos e orou a Deus pedindo aquilo que ninguém mais acreditava e o impossível aconteceu. Quando você pede a Deus para te ajudar a pagar uma dívida que ninguém mais acredita que você vai pagar, quando você pede por um filho que está nas drogas e ninguém mais acredita que ele vai larga-las, quando você pede uma cura que até os especialistas já desenganaram, você está fazendo a oração do impossível. Deus vai te honrar, permaneça na fé!